+55 (11) 3619-3618 | +1 (716) 220-8658

Networking: o aspecto mais importante da busca de emprego no Canadá

Networking: o aspecto mais importante da busca de emprego no Canadá
03/01/2020 Tatiana Pinheiro
Tempo de leitura: 4 minutos

Pesquisas de mercado dão conta de que em torno de 85% dos empregos no Canadá não são divulgados em jornais e nem mesmo na Internet. Isso quer dizer que essas vagas são preenchidas por meio de indicações pessoais. Por isso, um dos aspectos decisivos para a conquista do trabalho dos seus sonhos é conversar com as pessoas que fazem parte da sua nova rotina canadense: amigos, familiares, vizinhos e até meros conhecidos. Só assim você vai conseguir desenvolver o que se chama de networking ou rede de contatos profissionais.

Ao deixar claro que você está em busca de emprego, as pessoas começam a te indicar profissionais que sabem sobre essas “vagas ocultas”, disponíveis no que se convencionou chamar de hidden job market – o mesmo que “mercado de trabalho oculto” e que o governo canadense explica como pode ser desvendado nesse vídeo aqui, com legendas disponíveis em português. Esses profissionais começam a fazer parte da sua rede de contatos e podem ser decisivos na sua caminhada rumo ao primeiro trabalho ou a um novo (e melhor) emprego.

Sim, chame para um cafezinho

No Canadá, chamar um desconhecido para tomar um café não soa estranho – como pode parecer no Brasil. Do contrário, é habitual e muito importante ter esse tipo de atitude. Porém, antes de sugerir o encontro, seja específico sobre o tipo de emprego, de empresa e em que região da cidade ou do país você deseja conquistar um posto de trabalho. Só assim ficará claro para a pessoa contatada se ela tem ou não conhecimento de uma vaga ideal para você.

Se você não sabe exatamente o que quer, pare, reflita e defina tudo antes de começar suas buscas. Uma forma de escolher a empresa ideal, por exemplo, é conhecer alguns dos principais empregadores do país. Confira uma lista dos 100 melhores lugares para se trabalhar no Canadá. Para entender que tipos de vagas estão disponíveis, um meio interessante é acompanhar o banco de empregos do governo canadense. Acesse o Job Bank ou baixe o aplicativo para celular para monitorar oportunidades – lembrando que vagas divulgadas online são sempre muito mais concorridas.

Por fim, vale ressaltar: no momento do cafezinho, você estará tomando o tempo daquela pessoa. Então, seja claro e vá direto aos pontos essenciais. Se esse contato souber mesmo de algo apropriado para o seu perfil, logo poderá fazer a ponte entre você e o representante da empresa responsável por preencher uma vaga.

Imigrantes são mais de 25% da força de trabalho

Procurar emprego em um outro país não é coisa simples. No Canadá não é diferente. Mas o bom é que o departamento de estatísticas canadense afirma que um em cada quatro trabalhadores no país é imigrante (pra sermos exatos, 26% da força de trabalho). Isso torna mais comum a contratação de estrangeiros para os mais diversos postos de trabalho. Entre os imigrantes, os brasileiros são a segunda mão de obra mais contratada no país. Até 2036, o governo calcula que um em cada três trabalhadores será um não nascido no Canadá (com mais exatidão, 34%). Confira no site do governo esta e outras perspectivas para o mercado de trabalho canadense até 2036, em inglês.

Outro dado animador é que a taxa de desemprego entre imigrantes segue baixa no Canadá: 5,2% (dado de novembro de 2019, referente a estrangeiros com idade entre 25 e 54 anos). Esse índice nunca esteve tão próximo da taxa de desemprego verificada entre os nascidos no Canadá, que foi de 3,8% para o mesmo período e segmento de trabalhadores pesquisados. Na média, a taxa de desemprego no Canadá é de 4,3%.

O fato é que ter pessoas vindas de países diferentes e com vivências pessoais e profissionais variadas enriquece o ambiente das empresas canadenses. As discussões para solucionar problemas ganham perspectivas diferentes e muitas vezes inovadoras, o que representa uma importante vantagem competitiva para o país.

Se você se interessou por fazer parte desse ativo mercado de trabalho, pode preencher seu formulário de perfil e a Canadá Sem Fronteiras vai começar a te orientar no passo-a-passo dessa conquista que começa, para a maioria dos brasileiros, com a obtenção de um diploma de faculdade canadense.

Mais dados sobre emprego e desemprego entre imigrantes podem ser encontrados neste link do departamento de estatísticas do Canadá.

Comments (2)

  1. Francisco Abílio 2 anos atrás

    Olá, Tatiana Pinheiro. Gostei muito das informações da reportagem. Todas são bastante úteis mesmo!
    Mas tenho uma questão: isso só se aplica a cidadãos brasileiros?

    • Autor
      Tatiana Pinheiro 2 anos atrás

      Olá, Francisco. As informações da reportagem servem para todos, independentemente da cidadania. O talento pessoal de cada um é que vai definir as conquistas de cada profissional em solo canadense. Best regards!

Deixar uma resposta para Francisco Abílio Clique aqui para cancelar a resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*