+55 (11) 3619-3618 | +1 (716) 220-8658

Colleges no Canadá: cursos na medida para quem quer trabalhar

Colleges no Canadá: cursos na medida para quem quer trabalhar
30/08/2019 Gabriel Garcia
Tempo de leitura: 7 minutos

Uma das grandes diferenças da educação superior no Canadá em relação à do Brasil é o valor que se dá aos cursos mais “mão na massa”, oferecidos pelos chamados colleges. No Brasil, os colleges seriam equivalentes aos cursos tecnólogos – modalidade que, por aqui, ainda é deixada de lado por causa de uma super valorização do bacharelado tradicional. Já no Canadá, a formação tecnológica não só é bem-vinda como é incentivada pelo governo, até como parte da política de atrair imigrantes com qualificação para o país.

As principais características do colleges são a curta duração – de um a três anos – e a formação voltada para necessidades do mercado. Existem centenas de colleges no Canadá, entre públicos e privados, que oferecem Certificate (nos cursos de menor duração, de cerca de um ano), Diploma (cursos de dois anos) e Advanced Diploma (três anos). No Canadá, o equivalente a um curso superior em uma faculdade brasileira (bacharelado ou licenciatura) é chamado de Degree Program. Como vamos ver mais adiante, não há necessariamente uma hierarquia entre Diploma e Degree. Cada um está desenhado para o seu propósito.

Diferença entre college e universidade

O aluno de um college vai sair da instituição de ensino pronto para assumir uma vaga de trabalho nos segmentos mais variados, de culinária a mecânica de aviões, passando por agricultura e audiovisual, com forte carga de disciplinas práticas durante o curso e muitas aulas em laboratórios. Para se ter uma ideia da proximidade da relação entre ensino e mercado, o órgão responsável pelos colleges na província de Ontário indica que 85% dos graduados em uma instituição do tipo conseguiu emprego em menos de seis meses após a conclusão do curso.

No caso das universidades, a formação é mais ampla, mais aprofundada e voltada para a pesquisa acadêmica, essencial para quem quer seguir os estudos em um mestrado ou doutorado. Sendo assim, a escolha entre um college e uma universidade canadenses não deve se basear na pergunta sobre qual é “melhor”, mas sim sobre quais as necessidades e as aspirações do estudante. Quem quiser uma formação mais rápida e deseja trabalhar logo – até mesmo para obter o Post-Graduation Work Permit (PGWP) – deve optar por um college.

A formação em um college também pode contribuir para o brasileiro que está em busca de obter residência permanente em terras canadenses. Em 2018, por exemplo, 92 mil pessoas de diversas nacionalidades foram convidadas para viver no Canadá por meio do Invitation to Apply (ITA). A maior parte dos convidados atuava em ocupações relacionadas à tecnologia da informação (TI), uma área que é atendida perfeitamente pela proposta dos colleges e pela variedade dos cursos ofertados nessas instituições.

Também é importante lembrar que o perfil de um aluno de college é bem variado. Não é raro encontrar pessoas que já tem um curso superior e que decidiram partir para uma segunda graduação tendo em vista o mercado de trabalho – no caso de estrangeiros, especialmente, essa é uma situação muito comum. Se você acha que já passou da idade para voltar à sala de aula, repense: o college é uma oportunidade para aprender uma nova profissão (ou se aprofundar em uma carreira) e imigrar para o Canadá mesmo mais velho e com filhos.

Em termos de aporte financeiro, o custo anual de um college é muito mais acessível do que o de uma universidade ou um MBA (Master of Business Administration). Um college custa, em média, 15 mil dólares canadenses por ano. Já uma universidade pode chegar ao dobro do valor: 30 mil anuais. Especializações como os MBAs exigem investimento ainda maior, em torno de 45 mil dólares canadenses.

Colleges públicos vs. Colleges privados

Quando a decisão por um college já está tomada, chega a segunda etapa dessa definição: instituição pública ou privada? Diferentemente do que acontece no Brasil, onde a educação superior em instituições públicas é gratuita, os colleges públicos do Canadá cobram mensalidade. Essa taxa, porém, é subsidiada para cidadãos canadenses. Um dos diferenciais dos colleges públicos em relação aos privados é em termos de reputação: os públicos geralmente têm estrutura melhor e são mais reconhecidos pelo mercado. Por outro lado, e esse é um fator que pesa para os brasileiros, os colleges privados são bem mais baratos.

A questão primordial, no entanto, é que os estrangeiros que têm planos de trabalhar e viver no Canadá largam em vantagem quando frequentam um college público. Essas instituições estão quase todas presentes na lista de Designated Learning Institutions (DLI), que são aquelas autorizadas a receber estudantes internacionais, e que permitem ao estudante se inscrever para o PGWP. A lista pode ser consultada aqui. O diploma de um college público também conta mais pontos para quem pretende pleitear a imigração pelo Express Entry (processo federal de solicitação de residência permanente no Canadá).

Uma outra grande vantagem dos colleges públicos são os benefícios para quem vai com a família para o país. Os cônjuges podem obter permissão para trabalhar por 40 horas por semana com o Open Work Permit (OWP), enquanto os filhos podem ter acesso ao ensino público do país, o que não acontece com os alunos de colleges privados.

Diante de tudo isso, os colleges privados acabam sendo a opção para quem está com o orçamento mais apertado, quem não pretende imigrar ou não tem certeza disso ou para quem quer ter apenas uma experiência internacional aliada a um conhecimento específico.

Vamos à prática

Para cursar um college no Canadá é preciso ter uma pontuação mínima comprovada por exames de proficiência de inglês como TOEFL (Test of English as a Foreign Language) ou IELTS (International English Language Testing System). A exigência em cada college varia, mas em alguns casos é mais baixa do que a necessária para ingressar em um degree program. Por isso, verificar no site da instituição qual o nível de proficiência exigido é uma tarefa obrigatória.

Outra dúvida dos brasileiros em relação aos colleges é sobre o período de início das aulas. A regra geral das instituições é o fall term, com início das aulas em setembro e um período de férias na época das festas de fim de ano. Alguns cursos, porém, podem começar em janeiro ou mesmo entre maio e agosto – tudo vai depender da demanda e do perfil das instituições e dos programas ofertados.

Finalmente, e essa é uma dúvida frequente dos estudantes, o aluno de um college está autorizado a trabalhar por até 20 horas semanais durante o período de aulas, mesmo em área diferente do campo de estudos. Nas férias e nos recessos, é possível trabalhar em período integral, por 40 horas semanais.

Série especial de reportagens pra você!

Nos próximos posts do Blog Sem Fronteiras, vamos falar sobre as particularidades de cada província canadense para quem está escolhendo um college: a diferença de preços, de mercado de trabalho, de cultura e até de clima.

Enquanto isso, que tal avaliar o seu perfil para ver se você já está pronto para estudar em um college canadense? Essa é a expertise da Canadá Sem Fronteiras. Preencha o nosso questionário de perfil e comece a sua consultoria educacional com a gente. Nossa consultoria por Skype é gratuita. Aproveite para esclarecer suas dúvidas!

Comments (2)

  1. Edson Pereira Santos Ribeiro 1 ano atrás

    Boa noite. Eu gostaria muito. Muito mesmo de cursar um curso de inglês e posteriormente um faculdade ( colleges) no Canadá! Na verdade é o meu sonho. No entanto eu vou começar a faculdade ainda este ano. Tenho quarenta e dois anos,sou solteiro e não tenho Filho. Acho que tenho boas condições para ir,pelo menos neste quesito. Eu sou manipulador de cosméticos. já trabalhei em cinco Indústrias de cosméticos e também em Indústrias de alimentos! Seria um privilégio estudar e trabalhar no Canadá! Só preciso ajuntar mais dinheiro.

    • Tatiana Pinheiro 1 ano atrás

      Edson, se esse é o seu sonho, vai atrás dele. O Canadá está de portas abertas para estudantes internacionais. Mas eu preciso ressaltar algo muito importante para você: além de ter capital para investir numa formação no Canadá, você precisará de um bom nível de inglês para ser aceito em um college ou em uma universidade. Não se esqueça de ainda no Brasil estudar a língua. Ela vai ser essencial para o seu começo de vida acadêmica no Canadá. See you and good luck!

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*